22

maio
Inspiração: Rainbow Hair

Faz tempo que não faço post de inspirações por aqui, mas inspirada na tia Ana Maria e seu programa sobre unicórnios na semana passada, resolvi fazer um todo colorido e cheio inspirações incríveis pra vocês sobre o rainbow hair. Traduzindo seria cabelo arco-íris, ou seja, coloridérrimo. Confesso que até bateu uma vontadinha de me aventurar pelo universo do arco-íris, porém, 1. meu cabelo já não é uma maravilha, ia ficar um belo bagacinho; 2. a manutenção deve ser chatinha e cara; 3. não sei se algum dia estarei preparada para abandonar o ruivo. Mas tudo que é bonito é pra se apreciar, não é mesmo? Então vamos lá!

Esse é clássico, todas as cores do aro-íris e super mega vibrante, alguns chamam de neon. Fica absurdamente lindo e dá um destaque único, com certeza você não vai passar despercebido.

Há quem prefira os tons mais pastéis e aposte nesse ar de cabelo de algodão doce. Como uma boa libriana que sou, não sei dizer qual prefiro, pois é tudo muito lindo e lúdico. Pena que não dá pra escolher todos, me facilitaria um bocado.

Mas se umas querem cores bem vibrantes, outras preferem esconder as cores lá no meio do cabelo, ou na parte de baixo, assim, quando o cabelo está solto está normal, mas adquiri um charme todo especial quando preso. Sensacional esse estilo, com meio coque ou rabo de cavalo deve ficar maravilhoso.

Mas se você não quiser fazer tanta mistura de cor, dá sempre pra optar pelas favoritas, ou as que ornam mais entre si, ou, então, deixar uma cor predominar, seja com tons de azul, verde ou rosa, ou o que for. Vai dizer, impossível ficar feio.

E vale lembrar, que antes mesmo da moda surgir com essa força por aqui, Marimoon já desfilava suas madeixas coloridas pra lá e pra cá, podemos dizer que ela é uma das pioneiras do estilo aqui no Brasil. Aliás, a mari já teve o cabelo de praticamente todas as cores, eu adorava assistir o acesso, já ficava esperando qual seria a nova cor do cabelo dela.

E atualmente também temos outra musa do rainbow hair no Brasil, a youtuber Lully de Verdade. Aliás, quem não conhece o canal da Lully, deveria conhecer, ela fala sobre cinema e dá várias dicas e críticas por lá. Legal ver como a Lully começou só com as pontinhas coloridas, e com o tempo foi pintando mais e mais, até chegar à raiz.

Estou completamente apaixonada, mas acho que vou segurar a empolgação. E aí, me conta se você já fez esse procedimento ou se pretende fazer.


2 comentários


15

fev
Sobre metas, motivação e corrida

Já tinha algum tempo que eu me programava de começar a fazer alguma atividade física, porém, nunca fui fã de academia, acho caminhar bastante sem graça, tenho trauma de levar corridão de cachorro na bicicleta e estou sem grana para natação. Correr foi algo que iniciei em meados de 2013, quando estava morando em Ponta Grossa (na casa do meu pai) por um tempo, e eu gostava muito daquilo. Comecei com meu irmão, então era ótimo, pois eu tinha companhia, e pode parecer bobo, mas isso é um incentivo e tanto. No entanto, logo retornei pra Curitiba, e ao invés de continuar treinando, já que tinha uma pista de corrida bem atrás da minha casa, a falta de companhia e a correria do dia-a-dia me deixavam muito desmotivada. As vezes eu ia em um domingo de manhã, ou um final de tarde no sábado, mas esporádico, nada contínuo. As vezes, minha roommate me chamava pra ir com ela, e eu acabava indo, mas nunca dava continuidade porque chegava morta em casa.

Quando caí no desemprego eu poderia muito bem ter aproveitado o tempo livre e começado, seria ótimo, pois até arrumar alguma coisa eu já estaria no pique e, quando voltasse à rotina, seria mais fácil continuar. Ledo engano. Meses se passaram e eu estava mais sedentária que nunca. Procrastinar era a palavra de ordem “segunda eu começo”, mas aí chegava a segunda e batia aquela preguicinha, e assim por diante. Eis que quase 1 ano de desemprego, eu finalmente decidi fazer alguma coisa além de ficar trancada em casa e decidi dar o passo decisivo pra uma vida mais saudável. Em parte sim por saúde, em outra por estética, afinal, eu tenho 27 anos e já tenho pernas flácidas, dar uma endurecidinha não faz mal a ninguém, né nom!? Não é um post de dicas para começar, afinal, não sou educador físico nem personal trainer, mas sim sobre inspiração e motivação. Quem sabe eu inspire você a começar, também!?

Claro que fui atrás de algumas dicas na internet, deveria ter ido ao médico? Sim. Mas por motivos pessoais, atualmente estou sem condições, mas não tentem isso em casa, se vocês puderem, não pulem a visita ao médico e, se possível, um educador físico, também, eles vão te avaliar e te instruir, bem como te ajudar a escolher um tênis adequado para o seu tipo de pé, de pisada, etc., e assim você corre menos riscos de algo dar errado durante o treino (isso é uma dica?). Mas o mais importante é: não tente fazer ALOKA e querer correr 10km no primeiro dia, primeiro porque é obvio que você não vai conseguir (talvez a única coisa que você consiga seja uma entrada no hospital mais próximo), depois porque intensidade não necessariamente significa qualidade (mais uma dica? – talvez isso seja um post de dicas, afinal de contas).

Eu optei por começar com treinos leves, 4 dias na semana, por meia hora, alternando corrida e caminhada. No começo eu já estava morrendo no 3º minuto, então, bem dizer, eram mais de 20 minutos de caminhada. Ontem, quando completei duas semanas de treino contínuo consegui correr por 13 minutos direto. Pode parecer pouco pra quem está acostumado a correr 5/10/20km, mas pra mim foi uma vitória imensa. Para mim, extremamente sedentária, e que há anos não praticava nenhum tipo de atividade (com exceção das corridas esporádicas das quais comentei) é um grande feito, só posso dizer que a cada marca batida eu me sinto mais motivada. Por isso, não se forcem além dos seus limites, saibam reconhecer os sinais do seu corpo, se ele pedir pra parar, pare, no outro dia você tenta de novo, e de novo, até conseguir, seu preparo vai melhorando a cada dia. Eu achava que nunca ia conseguir correr 1km sem estar morrendo e agora estou fazendo 2. Tudo é uma questão de não desistir, de não parar porque você acha que o caminho vai ser longo e árduo, atividade física não é fácil, mas é compensadora.

Por fim, não costumo fazer uma listinha de metas para cumprir no ano, pois tenho muito medo do fracasso, mas quero me comprometer comigo mesma a chegar em dezembro/2017, quem sabe, na marca dos 10km. Eu acredito, mas se chegar alguma coisa perto disso eu já fico muito feliz =D


0 comentários


17

out
Inspiração: Half-up Top Knot

Inspiração de hoje é o half-up top knot, também conhecido como half bun ou meio coque no Brasil. Sei que não é algo novo, já vem sendo usado de uns dois anos pra cá, mas, finalmente, resolvi aderir ao penteado esse final de semana e gostei muito. É prático, fofo e despojado, perfeito pra quem quer um look mais casual e quer sair um pouquinho da mesmice. Busquei inspirações na internet e vi que tem muitas famosas usando o penteado, de várias maneiras diferentes. Achei legal que ele fica uma graça tanto em cabelos mais compridos quanto em cabelo curto, no cabelo liso, ondulado ou crespo, ou seja, extremamente versátil. Tem várias maneiras de fazer, o que eu fiz em mim foi realmente um bem preguiçoso, mas já gostei, na próxima vou tentar um mais bem feitinho. Além das fotos, hoje também vou deixar uns links de tutorias que eu gostei bastante. É isso, espero que gostem e juntem-se ao time também!

Tutoriais: 01 | 02 | 03 | 04 | 05


Continue lendo »


0 comentários


03

ago
Inspiração: Cabelos curtos

Hello! Hoje vim trazer mais ideias de inspiração, desta vez para quem está pensando em cortar o cabelo, ou para quem tem cabelo curto e gostaria de tentar algo diferente. Eu simplesmente amo cabelo curto e adoro como é fácil de lidar com ele, porém, como meu cabelo é naturalmente crespo e bastante volumoso, mas sem cachos muito definidos, considero muito difícil de deixar ele como eu quero sem usar de “artimanhas” como babyliss ou chapinha. Aliás, o sonho da minha vida era ter cabelo liso pra poder usar ele bem curtinho sem dar muito trabalho. Mas amo a versatilidade, apesar de ser mais difícil fazer penteados nele mais curto, mas acho que fica super charmoso. Há vários tipos de corte, reto, repicado, desfiado, com pontas, com franja, mais curto, menos curto, mais moderno ou mais retro, dividido ao meio, jogado pro lado, ondulado, escorrido, cacheado, uma infinidade. Acho os cabelos mais curtos super moderninhos, charmosos, delicados e muito elegantes, além de que, normalmente nos deixam mais jovens, e quem não quer perder uns aninhos, neah!? Muitas famosas começaram a aderir o cabelo curto nos últimos tempos, aliás, algumas acabaram de um chanel, evoluindo pra um corte joãozinho, as mocinhas estão viciando e cada vez tirando mais e mais o comprimento. Contudo, vocês vão perceber que não tem corte joãozinho nesse post, pois foquei naquele cabelo já com um certo comprimento, mas antes de chegar no ombro, mais pra frente a gente fala sobre o corte joãozinho, que acho uma graça também. Por fim, vamos ao que interesse, e já vou logo avisando que tem muita foto nesse post. Ah, e determinadas atrizes/cantoras podem aparecer mais de uma vez, devido ao estilo do corte aderido ou a forma de usar o cabelo, é o caso da Lucy Hale por exemplo, que sempre inova e traz sempre um estilo diferente, sempre moderninha e uma graça. Abaixo clique em leia mais para ver o post com todas as fotos. Bora lá!

Continue lendo »


0 comentários